quarta-feira, 12 de julho de 2017

MARCELINO VIEIRA: NÃO RECEBE RECURSO FEDERAL PARA A SAÚDE

Resultado de imagem para MARCELINO VIEIRA MATERNIDADE PADRE AGNELO ALVES 
O município de Marcelino Vieira(8.495 habitantes) não foi contemplado com o recurso federal para o incremento temporário do Limite Financeiro da Assistência de Média e Alta Complexidade (MAC).

Lamentável, pois os múnicipes vem sofrendo constantemente com o fechamento do HOSPITAL MATERNIDADE PADRE MIGUELINO FERNANDES , visto que desde o dia 02 de Março de 2017 a Juíza Érika Sousa Corrêa Oliveira, através de uma Liminar, transferiu para a prefeitura a gestão administrativa e financeira do Hospital Maternidade Padre Agnelo Fernandes, para que a prefeitura colocasse a unidade em pleno funcionamento dentro de 120 dias. E até hoje(12.07017) a mesma encontra-se fechada. Se antes desta data, o Hospital encontrava-se aberto e com funcionamento em dificuldade(mas funcionava), imagine agora, completamente fechada.
Em oportuno, os munícipes reclamam da presença de médico que existe apenas de segunda a sexta(somente até as 5h da tarde). Só sabe as dificuldades quem realmente precisa ou tem parentes principalmente domiciliados na zona rural, que precisa locomover para José da Penha(6.050 habitantes) que tem médico de platão 24h diarimente, ou para o Hospital Regional de Pau dos Ferros.
 
Vários municípios potiguares vão receber recursos para o incremento temporário do Limite Financeiro da Assistência de Média e Alta Complexidade (MAC).

São os 38 contemplados:

Água Nova (R$ 28 mil); Alexandria (140 mil); Ângicos (60 mil); Brejinho (300 mil); Canguaretama (100 mil); Frutuoso Gomes (70 mil); Goianinha (350 mil); Ielmo Marinho (100 mil); Ipanguaçu (44,6 mil); Itau (150 mil); Jaçanã (26 mil); Japi (19 mil); José da Penha (100 mil); Lagoa Nova (200 mil); Lagoa Salgada (35 mil); Lucrécia (34,2 mil); Luís Gomes (57 mil); Macau (100 mil); Major Sales (68 mi); Monte Alegre (400 mil); Mossoró (500 mil); Nísia Floresta (109 mil); Paraú (50 mil); Parelhas (450 mil); Passa e Fica (12,8 mil); Pedro Velho (200 mil); Pendências (100 mil); Rafael Godeiro (90 mil); Rio do Fogo (137,4 mil); Santa Cruz (150 mil); São José do Campestre (159,7 mil); Elói de Souza (100 mil); Serrinha (36 mil); Severiano Melo (100 mil); Taboleiro Grande (29,9 mil); Touros (200 mil); Várzea (17,4 mil); Venha Ver (140 mil).

FATO INUSITADO: 
Sobre este assunto, este Blog postou hoje pela manhã, e como de costume, compartilhei no meu facebook, que para minha surpresa foi hackeado e deletado algumas fotos e compartilhamentos, inclusive sobre este assunto.
 Infelizmente não tive como salvar na íntegra a materia deletada.
 Porém, lembro que o último comentário no face foi do Secretário de Saúde de Marcelino Vieira, que enviou estas 2 imagnes abaixo, tentando justificar que o municipio de Marcelio Vieira recebeu verba federal. E quando eu salvei as 2 imagens, para faciliatar a visualização, a matéria e o ocmpartilhamento doi deletado(não sei quem hackeou e deletou).
Acontece Sr Secretário que este Blog não está fazendo desde o início, referência ao  recurso federal para o incremento temporário do Limite Financeiro da ASSISTÊNCIA DE MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE(MAC)... e o senhor apresenta uma prova de que o município de Marcelino Vieira recebeu recurso financeiro para de natureza de despesa de custeio e onerarão o Bloco de Financiamento da ATENÇÃO BÁSICA
Repito, existe uma difereça gigantesca em ASSISTÊNCIA DE MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE(MAC) e ATENÇÃO BÁSICA.



0 comentários:

Postar um comentário