quarta-feira, 14 de junho de 2017

Procuradoria Geral de Justiça violou devido processo legal contra Guilherme Wanderley, decide juiz

Resultado de imagem para Guilherme Wanderley,

É destaque no Portal No Ar, por Dinarte Assunção. O juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara de Fazenda Publica da Comarca de Natal, determinou indenização de quase R$ 80 mil e a retomada dos pagamentos dos salários ao servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte Guilherme Wanderley Lopes da Silva, afastado e preso após ter atirado contra três promotores.

Na decisão, o magistrado anota que os atos da Procuradoria Geral de Justiça que culminaram na suspensão do salário violaram o devido processo legal. Confira reportagem completa aqui

0 comentários:

Postar um comentário