quarta-feira, 7 de junho de 2017

2º FORRÓ NU NA BAHIA: Festa de São João que só aceita pessoas nuas gera polêmica entre naturalistas

 
O evento traz a prática do naturalismo no local, exigindo uma regra básica: que os frequentadores estejam sem roupas
O São João está chegando, e com ele uma nova festa que promete agitar o interior da Bahia. Está marcado para o dia 17 de junho a segunda edição do Forró Nu, em Massarandupió, no município de Entre Rios. O evento traz a prática do naturalismo no local, exigindo uma regra básica: que os frequentadores estejam sem roupas.
Para cada casal é cobrado um valor de R$ 80, podendo esse aproveitar além da dança, as belezas paradisíacas do local. Segundo o idealizador do evento, David Andrade, já foram confirmados 40 casais.
Para entrar na dança junina é importante cultuar o respeito mútuo entre os participantes. Andrade lembra que há regras, por isso não é permitido sexo público no local, o casal que insistir será colocado para fora. Além disso não é permitido a entrade de crianças, apenas adultos se estiverem em casal.
Polêmica
A realização do Forró Nu trouxe para o local também uma antiga discussão. De um lado os naturalistas locais dizem ser contra a esse tipo de festa e acusam as pousadas locais de promoverem evento de suinguee incentivarem a prática do sexo. Do outro lado estão os estabelecimentos, que admitem uma mistura de público entre naturalistas e praticantes do suingue.
A Associação Baiana de Naturalismo não vê problemas com a festa, destacando importância de distinguir o naturalismo e “ação liberal”.
Fiscalização do Forró Nu
Intensificar a fiscalização do festejo é um alerto do Ministério Público, que também propõe estabelecer regras de boa convivência na praia de naturalismo.
De acordo o promotor Paulo César de Azevedo é necessário que haja garantia sanitária, de segurança e de acesso restrito do público, evitando o constrangimento do grupo.
Diário de Pernambuco

0 comentários:

Postar um comentário