domingo, 30 de abril de 2017

Cantor e compositor Belchior morre no RS



O cantor e compositor Belchior morreu na noite deste sábado, 29, em Santa Cruz do Rio Grande do Sul, aos 70 anos. Familiares confirmaram o falecimento, entretanto, a causa ainda é desconhecida. O corpo deve ser trazido para o Ceará ainda hoje. O sepultamento deve ocorrer em Sobral.
Em nota, o governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias no Estado e reconheceu a importância de belchior para a música brasileira. Confira a nota na íntegra:
“Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. Nascido em Sobral, foi um ícone da Música Popular Brasileira e um dos primeiros cantores nordestinos de MPB a se destacar no país, com mais de 20 discos gravados. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará. Que Deus conforte a família, amigos e fãs de Belchior. O Governo do Estado decretou luto oficial de três dias.

O Povo/FOTO: AMP

Polícia Militar do RN tem primeira mulher Coronel em toda sua história


Mais uma vez o nome de Angélica Fernandes de Oliveira Azevedo entra para a história da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte.

Sendo uma das duas primeiras mulheres a ingressar na PMRN, ao lado da Tenente Coronel PM Tereza Boggio no ano de 1987, Angélica Fernandes fez história na corporação composta essencialmente por policiais militares masculinos. Naquele ano abriu-se a oportunidade para que mulheres também fizessem parte da Instituição Policial Militar, ingressando, após isso, várias mulheres como praças e oficiais.

Promovida ao posto de Tenente Coronel no ano de 2010, Angélica Fernandes chega ao mais alto posto da corporação no ciclo de oficiais – Coronel “full”, como diz a linguagem castrense.

A (agora) Coronel Angélica foi promovida por requerimento, que ocorre quando se tem, no mínimo, 30 anos de serviço e tenha figurado três vezes em Quadro de Acesso para promoções por merecimento. Contudo, esse tipo de promoção acarreta a consequente transferência para a Reserva Remunerada após o prazo de 90 dias no posto de Coronel PM para o qual tenha sido promovido por requerimento.

Apesar da rápida passagem no posto de Coronel PM na ativa, o nome da primeira Coronel “full” entra para a história da coporação, que atualmente possui um efetivo feminino relativamente pequeno em comparação com as outras polícias, não chegando a 2% do efetivo total da corporação.
*Portal BO

quinta-feira, 27 de abril de 2017

PISTA NÃO É PASTO


Com a chegada das chuvas no inicio deste ano, muitos proprietários de animais começaram a deixar seus bichos soltos pastando às margens das rodovias, por tal motivo os policiais civis da Delegacia de Alexandria deram continuidade nesta quinta-feira (27) a operação “Pista não é pasto”.
Nesta nova fase da operação uma pessoa foi autuada pelo delito de exposição ao perigo de vida, previsto no art. 132 do Código Penal, pois a mesma deixou alguns dos seus animais soltos pastando às margens da rodovia.
De acordo com o delegado de Alexandria, Aroldo Sales, embora se trate de um delito de menor potencial ofensivo, com detenção de três meses a um ano, essa conduta pode gerar danos à patrimônios, além de acidentes, inclusive com vítimas fatais, motivo pelo qual não será tolerada esse tipo de conduta.
Recentemente (15/04/17) houve um acidente na RN 079, nas proximidades do clube de tiro, em que o condutor do veículo tipo SW4 bateu em um animal que atravessou a pista.
Além do prejuízo material, o condutor do veículo correu serio risco de perder a vida, o que certamente não aconteceu porque se tratava de um veículo de grande porte e com dispositivos de segurança (airs bargs).
O delegado de Alexandria, Aroldo Sales pede que quem tiver alguma informação sobre quem seja o proprietario do animal causador do acidente que entre em contato com a Delegacia de Policia Civil pelo fone (84) 3381-5532, cuja identidade do informante será preservada no absoluto sigilo.
De acordo com o delegado Aroldo “o proprietário do animal precisa ser responsabilizado pela sua conduta, ou seja, precisa responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência. Dessa forma, esperamos que este procedimento tenha um efeito pedagógico”, finaliza. 
Fonte: Paulo Cesar Lucena