terça-feira, 29 de novembro de 2016

Família confirma morte do potiguar Gil, volante da Chapecoense


Divulgação
Divulgação
A morte do volante Gil, de 29 anos, foi confirmada pela família do jogador. Gil era um dos 81 tripulantes do avião que transportava a Chapecoense para a cidade de Medellín, onde o clube disputaria a final da Copa Sul-Americana, e que caiu na madrugada desta terça-feira (29) na Colômbia.
De acordo com informações do radialista Ademilson Amorim, da cidade de Nova Cruz, familiares do atleta estão reunidos na residência da família, no bairro Alto de Santa Luzia, em Nova Cruz. “O clima é de abatimento total. Todos choram neste momento”, narrou o radialista.
Ainda segundo Ademilson Amorim, familiares contaram que Gil foi encontrado com vida, mas faleceu enquanto era transportado para um hospital. Essa informação não foi confirmada por autoridades.
Gil deixa esposa e duas filhas, uma de dois e a outra de quatro anos. O volante, natural da cidade de Santo Antônio, era irmão do ex-jogador Geraldo Madureira.
Do Novo Jornal

0 comentários:

Postar um comentário