quinta-feira, 14 de abril de 2016

Inscrições para Enem 2016 começam em 9 de maio


As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste ano iniciam às 10h do dia 9 de maio e seguem até às 23h59 do dia 20 do mesmo mês. As datas e as regras da nova edição do exame foram anunciadas nesta quinta-feira (14) pelo Ministério da Educação.
A avaliação é adotada como critério de seleção e ingresso na maioria das universidades e institutos federais. Também é critério de acesso ao Fies (Financiamento Estudantil) e a bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos).
Interessados em participar da nova edição do exame devem acessar o site enem.inep.gov.br/participante para efetuar as inscrições. A taxa de inscrição neste ano é de R$ 68 -no ano anterior, era de R$ 63. O pagamento pode ser feito em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos correios até às 21h59 do dia 25 de maio.
A inscrição é gratuita para estudantes concluintes do ensino médio na rede pública ou para aqueles que declararem carência.
O participante que recebeu isenção em 2015 mas não compareceu para a realização das provas não terá direito à isenção. Estudantes, no entanto, podem enviar uma justificativa para a ausência no momento da inscrição, que será analisada pelo Inep.
Assim como no ano anterior, o cartão de confirmação da inscrição estará disponível apenas pela internet. Não haverá envio dos cartões pelos correios.
DATAS E HORÁRIOS
Neste ano, as provas ocorrerão nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, serão aplicadas as provas de ciências humanas e ciências da natureza. No dia seguinte, ocorrem as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática.
Aplicado geralmente em outubro, o Enem deste ano foi adiado por causa das eleições de 2016, medida que também já aconteceu nos anos anteriores.
Os portões dos locais de prova devem ser abertos às 12h do horário de Brasília, e fechados às 13h. Assim como no ano passado, haverá um intervalo de 30 minutos de espera entre o fechamento dos portões e o início das provas, como medida de segurança.
SEGURANÇA
A edição 2016 do exame terá um novo procedimento de segurança, com a coleta de dados biométricos, ou seja, das digitais dos participantes.
Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o objetivo é eliminar a possibilidade de fraudes e da prova ser realizada por outra pessoa no lugar de quem se inscreveu.
“É fraude zero. Cada vez mais estamos eliminando [a possibilidade]”, afirma.
Ainda de acordo com Mercadante, caso a fraude seja identificada, a prova poderá ser anulada a qualquer momento. Os envolvidos também serão sujeitos às sanções penais.
Antes da prova, também haverá checagem por meio de detectores de metais e serão disponibilizados porta-objetos para guardar pertences pessoais.
SIMULADOS E PRAZOS
O Ministério da Educação também lançou um aplicativo para os estudantes que quiserem acompanhar prazos do Enem e guardar informações sobre a inscrição. O aplicativo estará disponível para as plataformas Android e IOS.
Estudantes do 3o ano do ensino médio da rede pública e privada podem participar de simulados online oferecidos pelo MEC, por meio da plataforma “Hora do Enem”, no link horadoenem.mec.gov.br .
As inscrições para o primeiro simulado devem ser feitas até o dia 14 de abril. O simulado ocorrerá em 30 de abril, com duração de 4h. Já as notas serão disponibilizadas no dia 2 de maio.
Após a realização do simulado, o estudante receberá um plano de estudos com os exercícios e aulas que precisa acompanhar. “A hora que ele fizer o simulado ele vai ter um diagnóstico bem detalhado do que precisa estudar”, diz Mercadante.
Inicialmente, o simulado será ofertado apenas para os estudantes que estão concluindo o ensino médio. A pasta ainda avalia a possibilidade de ofertar, em outra data, o exame para outros participantes interessados.
Segundo Mercadante, a iniciativa servirá como teste para uma reformulação no exame nos próximos anos, intenção que já foi divulgada pelo governo. “Se essa experiência do simulado der certo, podemos ter um Enem eletrônico no futuro”, afirma.
O ministro lançou ainda um apelo para que as informações sobre os simulados cheguem aos estudantes em meio ao conturbado momento político. “A educação não pode se subordinar a uma crise política”, disse. “Esqueçam quem é o ministro da Educação. Estou pedindo que a gente não prejudique os estudantes que tem a grande oportunidade da vida deles neste ano”, completou.
Em 2015, o Enem recebeu 7,7 milhões de inscritos. A estimativa do MEC é que o número de interessados em participar das provas neste ano seja próximo ao registrado no ano anterior.
Folha Press

0 comentários:

Postar um comentário